Blog

Fique por dentro das notícias mais importantes

A empresa HP (Hewlett e Packard) nasceu no Vale do Silício.

E, para quem ainda não conhece sua história, vamos fazer um breve giro pelos caminhos trilhados por Bill Hewlett e David Packard até consolidarem a organização que conhecemos hoje.

Tudo começou com a amizade entre Bill e David.

Eles se conheceram em um acampamento de 3 semanas no Colorado, em 1934.

Estudavam em Stanford e juntos inventaram vários produtos até chegaram a uma invenção lucrativa: um oscilador e de áudio.

Esse oscilador de áudio era usado comumente por engenheiros para fazer testes.

E entre os primeiros clientes de Bill e Davis, estava os estúdios Walt Disney.

O estúdio adquiriu o oscilador para testar o som do filme de animação “Fantasia”.

A compra ajudou os amigos a levantarem fundos para dar início a empresa que começou funcionando dentro de uma garagem.

Em 1939, surgiu oficialmente a Hewlett-Packard, em Palo Alto na Califórnia.

O crescimento da HP

No início da década de 1940, a empresa inaugurou uma cultura de negócio a partir do critérios da “Política de Portas Abertas”.

Isso significa que suprimiu portas dos escritórios para que os funcionários pudessem olhar para a empresa de uma outra maneira.

Longe dos padrões convencionais de subordinação e se aproximem mais de suas metas e responsabilidades dentro do universo HP. 

O número passa a aumentar naquela época.

Em 1943, constrói-se o primeiro prédio da HP. 

Na década de 1950,a empresa passa a lançar produtos que faturam os primeiros bilhões de dólares de sua história.

David Packard administrava o grupo HP, enquanto Bill era o responsável por supervisionar as pesquisas.

Só que no meio do percurso de crescimento, os amigos enfrentaram a Segunda Guerra Mundial, em 1945.

E, enquanto muitas empresas iam a falência naquela época, eles aproveitaram para diversificar:

  • na produção de produtos
  • lançando inclusive equipamentos médicos e aparatos atômicos.

A era das calculadoras fabricadas pela companhia alcança índices de conhecimento por parte da população muito bons.

Elas chegam a ficarem conhecidas como os primeiros computadores pessoais.

Tecnologia e parcerias que a move

A HP acreditou não apenas no poder da inovação, testando e lançando diferentes produtos, mas também não se intimidou com concorrentes no mercado.

Dessa visão ampla, nasceu inclusive algumas parcerias.

Confira um resumo dos produtos que ela ja comercializou a cada dez anos

Alguns deles, claro, e veja as parcerias que fez e os países com mercados:

 

Em 1953 – Ingressa no mercado de plotters ao adquirir a empresa F.L Moseley, na Califórnia, com aproximadamente 10 anos de existência.

Já diversificava nas categorias de produtos. No mesmo ano a HP chega à Europa, implantando fábricas na Alemanha.

Em 1963 – Ela entra no mercado asiático a partir de uma joint-venture com uma empresa japonesa chamada Yokogawa Electric que atua no ramo de automação industrial.

A empresa desenvolvia tecnologia para sistemas de controle industriais.

Partindo de processos que otimizavam a produção, a fim de diminuir custos e melhorar a qualidade dos produtos.

Nesse ano a HP lança também sua primeira calculadora de mesa, chamada HP9300A e o seu primeiro computador, o HP 2113a.

Em 1973 – Nos 10 anos seguintes, a HP surge com a novidade: a primeira calculadora de mãos que cabia até no bolso.

Além disso, ela surge com o primeiro computador de uso geral inaugurando a era dos processamentos de dados distribuídos uteis a diferentes áreas

1983  Ano de lançamento da primeira impressora a laser, além da impressora com tecnologia térmica de jato de tinta para os computadores de mesa.

1993 Lançam a HP Omnibook 300, um portátil com bateria capaz de durar um voo através dos Estados Unidos.

2003  Ano de lançar um equipamento inovador que transforma VHS em DVD. Não são fracos, não é?

2013-2014  Divisão da HP em duas empresas de capital aberto, a HP Inc. e Hewlett Packard Enterprise.

Forma encontrada para separar a produção de computadores e impressoras do setor de serviços para as empresas.

Hoje o grupo HP é dividido em 5 centrais de negócios

1 ) o Grupo de Sistemas Corporativos, que fornece os principais componentes da infraestrutura de tecnologia TI empresarial

2) O Grupo de Imagens e Impressão, com equipamentos como impressoras laser e inkjet

câmeras, Scanners, suprimentos e acessórios para uso comercial e doméstico;

3) Os Serviços HP, com equipes no mundo inteiro oferecendo orientação, transferência de conhecimento.

Além de serviços dos mais variados tipos na área de TI;

4) O Grupo de Sistemas Pessoais, fornecendo sistemas pessoais para computação, como PCs, notebooks, estações de trabalho.

Além de thin clients, handhelds (similares a notebooks, pesando até 1,5 kg que possuem teclado para escrita), entre outros.

5) O Grupo de Suporte a Servidores de Arquitetura Intel.

Atendem as necessidades de pequenas, médias e grandes empresas, também focado em tecnologias de armazenamento, tais como DAT, DLT e LTO.

O diferencial que a não deixou falhar no caminho

Ao mesmo tempo que a HP inovou, sua concorrência nunca deixou de existir.

Mesmo assim ela nunca esmoreceu.

Mas isso se deve ao modo aberto de pensar, em se permitir  reinventar.

Esse é um dos diferenciais da HP: nunca ter deixado de acreditar nisso, nesse caminho da mudança, seja a situação mercadológica boa ou ruim.

Ela não deixou se levar pelo status de uma organização consolidada e que tem produtos conhecidos mundialmente e consumidos por grandes mercados.

Ela continuou a trilhar um caminho da inovação, sempre procurando maneiras de melhorar o que já tinha inventado em diferentes momentos da história:

seja em um cenário de guerra como a Segunda Guerra Mundial,

seja durante a Guerra fria,

no Neoliberalismo promovido ao longo da década de 1990 ou

na Era da Tecnologia com ascensão da robótica e outras formas de modernização das máquinas como vivemos hoje.

O que isso tem a ver com seu négocio?

Pensar em inovação não significa criar algo que nunca existiu.

Mas implica considerar soluções que ainda não foram bem desenvolvidas ou aplicadas em algo que já existe.

Inovar se relaciona muito mais à uma postura de se abrir para mudanças, do que criar algo mirabolante.

O segredo está em focar em soluções que impactem a vida de alguém e que de alguma forma sejam mudanças lucrativas.

A HP traz esse exemplo. Ainda mais se você eseja empreender no Vale do Silício.

Ao empenhar-se em criar diferentes produtos, embora hoje seja conhecida principalmente pelas impressoras que comercializa, ela sempre levantou a bandeira da inovação e se atentou para isso ao longo dos anos.

Por isso, o fôlego, aliado ao conhecimento e vontade de sempre evoluir constroem grandes negócios e os fazem exemplos por anos e anos verdadeiramente.

1 comment

  • I see you don’t monetize your page, don’t waste your traffic,
    you can earn extra cash every month because you’ve got high quality content.
    If you want to know how to make extra $$$, search for: Ercannou’s essential adsense alternative

    Responder