Blog

Fique por dentro das notícias mais importantes

Se você estiver esperando que um robô prepare:

  • o seu café
  • faça seu lanche
  • ou sirva sua comida

Você precisa conhecer o quanto antes, os restaurantes do Vale do Silício que aderiram à robótica no preparo de seus alimentos.

É assim na hamburgueria Creator.

Lá uma máquina gigantesca suga um brioche de um tubo de plástico transparente e começa a cortá-lo ao meio com uma faca de pão.

As primeiras mãos humanas que tocam o lanche são as do consumidor.

Segundo informações do NBC Bay area, “o Creator é o mais recente de uma coleção crescente de restaurantes da Bay Area que apresentam robôs fabricando e servindo comida”.

Mas não é só ele que rouba a cena quando o assunto são os robôs cozinheiros

Eatsa

O restaurante Eatsa é o mais procurado pelos profissionais ocupados que não têm tempo para o almoço, mas ainda querem comer de forma saudável.

Ao entrar no restaurante, você pode encontrar um único funcionário para cumprimentá-lo, mas nenhum outra pessoa à vista.

A encomenda é feita a partir do seu celular ou em um ponto por meio de iPads que aceitam o seu cartão de crédito.

O cardápio contém todas as variedades imagináveis: tigela de quinoa; carne ou legumes e ovo servidas por robôs.

O fundador Tim Young disse que queria se livrar d clássico do horário do almoço entre comer rapidamente e comer saudável.

Robôs servem a comida em uma caixa onde é retirada pelo consumidor.

Zume Pizza

Mountain View ama uma boa pizza de pepperoni.

Assim, os dados reunidos pela Zume Pizza, com sede na cidade, pretendem reinventar o antigo campo da logística de pizzas.

Robôs fazem as pizzas.

As pizzas são parcialmente assadas.

Depois colocadas em “caminhões de cozinha”, onde a inteligência artificial prevê quantas pizzas vegetarianas Sunnyvale quer hoje à noite, e se a maior demanda será em Palo Alto ou Santa Clara depois do jogo de futebol.

Os caminhões da cozinha estacionam em um local perto de onde a maioria das encomendas são esperadas, e terminam de assar as pizzas quando elas são pedidas.

Então um motorista pode levá-las para a sua casa.

A Zume Pizza está lentamente adicionando mais cidades – não construindo novos restaurantes, mas adicionando mais caminhões de cozinha.

CafeX

Depois de um sucesso pop-up no Metreon de São Francisco, CafeX abriu seu primeiro café físico na Market Street, com robôS muito rápidos (e educados).

Como a Eatsa, a CafeX se livra das filas ao permitir que os clientes façam pedidos em quiosques de iPad ou em seus próprios smartphones.

Os cérebros e músculos do café são um par de máquinas de café expresso altamente automatizadas.

E há um braço industrial amigável que dança e acena quando finaliza os pedidos.

Mas a verdadeira magia é o software, dizem os fundadores.

O software que permite que eles usem grãos de café de melhor qualidade (e talvez mais exigentes), já que as máquinas são extremamente consistentes na moagem e fabricação de grãos.

Enquanto outras redes anunciam o café feito carinhosamente à mão, a CafeX ressalta que seus robôs ainda são feitos à mão – e a versão 2.0 já está sendo testada.

 Yo-Kai Express

Situado ao lado do CaféX original no Metreon, o Yo-Kai Express é  uma máquina totalmente autônoma.

Ela prepara pratos a qualquer hora dod ia e da noite.

Um “yo-kai” em japonês é um fantasma que pode aparecer em qualquer lugar, a qualquer momento.

Muito parecido com Eatsa, existem seres humanos fazendo as refeições.

Não dentro da máquina, mas em uma cozinha do outro lado da cidade.

As tigelas de macarrão são congeladas, seladas e colocadas na máquina, o que as mantém frias até que você as peça.

A equipe de Lin desenvolveu um método de descongelamento que não danifica o macarrão, para manter sua textura autêntica.

Creator

Os dois robôs, ou “dispositivos culinários” que fabricam hambúrgueres, estão envoltos em madeira moderna com grandes janelas de vidro.

Acrescentando alguma transparência literal ao processo de fazer o sanduíche favorito dos Estados Unidos.

O Creator baseia-se no conceito de que um melhor hambúrguer vem de ingredientes mais frescos.

E esse frescor é limitado por fatores humanos.

Como a necessidade de cortar legumes horas antes do horário do almoço ou a dificuldade do método “vertical grind” fazendo um hambúrguer recém moído que fica junto no pão, mas derrete na boca.

Quando a sua cozinha é composta por uma máquina, todos esses problemas desaparecem.

Antes do almoço, o pessoal do Creator estoca a máquina com

  • tomates inteiros
  • cebolas,
  • picles,
  • alface
  • blocos de queijo cheddar
  • montes de mandril e peito.

Em seguida, os funcionários abrem as portas e recebem seu pedido – cara a cara – antes de você ir ver a máquina montando seu sanduíche.

É uma linha de montagem pequena e autônoma.

Cada vegetal é cortado por uma ferramenta personalizada feita especialmente para esse fim.

O queijo fresco ralado derrete em um pão perfeitamente amanteigado diante de seus olhos.

 

Imagens: Pixabay

Fonte: NBC BAY ARE

No comments yet