Blog

Fique por dentro das notícias mais importantes

O que faz o Singapura ser comparado ao Vale do Silício, na Califórnia?

O Singapura se tornou destaque assim como o Vale do Silício, nos Estados Unidos.

Isso porque além de reunir empresas e cada vez mais startups, na região há uma série de incentivos aos empreendimentos que se estabelecem por lá.

Entre eles destacam-se: a eficiência governamental que regula algumas instâncias e dá abertura ao capital.

Investimento em pesquisa, cerca de 3,3 bilhões é destia a area de novas descobertas e estudos.

Além disso, o Singapura é reconhecido por sua transparência e baixos índices de corrupção que faz dele o lugar menos corrupto da Ásia.

E o sétimo do mundo, segundo o Transparency International.

De acordo com informações do portal Exame.com a tecnologia se mostra tão avançada quando comparada a países como Brasil, por exemplo, que:

  • uma ligação de vídeo pode ser feita nas vias subterrâneas do metrô.
  • A promessa é a inauguração do 5G para 2020.
  • é um país que dá confiança ao investidor e por isso atrai muitos deles ao redor de todo o mundo.sin

Ficha técnica de Singapura:

Cidade-estado: Cidade independente que possui seu próprio governo

Origem modesta: a partir de uma comunidade de pescadores malaios, às margens do Rio Singapura.

Economia: Fundamentada no capitalismo financeiro e industrial

População: 5,6 milhões de habitantes (estimativa 2016)

IDH: 0,925 (muito alto) – Pnud 2016

One North – Vale do Silício da Ásia, será?

Com pouco tempo de vida, One North se tornou um parque empresarial gigante.

Com mais de 400 companhias, há 16 000 trabalhadores localizados na região.

One North está em Queenstown, no Singapura.

O parque foi pensado para abrigar a alta tecnologia, ciências, tecnologias de indústria de mídia. É bem localizado, próximo a institutos de ensino e pesquisa.

Destaca-se a  Universidade Nacional de Singapura (NUS), o INSEAD, o Singapore Institute of Technology (SIT) e os Parques Científicos de Cingapura.

Além de ser um centro de pesquisa e ciência, One North abrange uma comunidade onde empresas e funcionários possam se aproximar para viver, trabalhar e relaxar juntos.

Não se trata apenas de um projeto governamental.

Mas também um ambiente de inovação onde os setores privados contribuem para fornecer as comodidades sociais.

Além das recreativas para as pessoas que trabalham e moram lá.

Como se estrutura o One North?

Star Performing Arts Center em Singapura

É um espaço para eventos, localizado em um complexo, o Star.

Inclui centro de artes cênicas, concertos, anfiteatro e salas específicas.

Algumas comportam mais de cinco mil pessoas.

Fusionopolis 

Foi projetado para ser um centro de pesquisa e desenvolvimento, além de se debruçar em estudos sobre  tecnologias, mídia, ciências físicas e indústrias de engenharia.

Promove integração entre indústrias, institutos de pesquisa e empresas.  O Fusionopolis Phase 2A abriga laboratórios secos e úmidos, salas limpas e instalações de teste.

Já a  Fusionopolis Phase 2B é um desenvolvimento de 50.000 metros quadrados com espaços de laboratório para agências e empresas que formariam colaborações.

Bloco 71 Ayer Rajah Crescent

Internamente é um dos centros de alta tecnologia de Cingapura, com dezenas de startups digitais.

Rochester Park 

É um local de patrimônio localizado ao largo da North Buona Vista Road.

Com vários bungalows coloniais em preto e branco de dois andares, um símbolo do passado colonial de Cingapura.

A propriedade tem uma longa história com os 40 bungalows preto e branco construídos na década de 1940.

A finalidade era  acomodar os soldados militares britânicos estacionados no Complexo Militar Pasir Panjang e suas famílias.

Depois que o exército britânico retirou-se de Cingapura no final de 1971, os bangalôs foram entregues ao governo de Cingapura, que os alugou principalmente.

Nesse misto de história e tecnologia, será o Singapura o futuro Vale do Silício? 

Singapura

 

Imagens: Reprodução

1 comment