Blog

Fique por dentro das notícias mais importantes

A Uber já colocou em operação os caminhões autônomos que realizam entregas nos Estados Unidos.

O empenho da Uber em dominar inclusive a indústria de transporte de cargas avança com carretas que dirigem sozinhas.

Caminhões que são associados a aplicativos de transporte e mercadorias. 

As entregas dos caminhões robôs já está acontecendo no Arizona.

O mesmo lugar onde os táxis robôs estão sendo testados.

Apesar dos caminhões dirigirem sozinhos, há humanos envolvidos na condução das cargas.

São eles quem assumem o controle da direção nos últimos quilômetros da trajetória a ser percorrida. 

Ameaça ou boa notícia?

Para a Uber os caminhões contribuem com a geração de emprego.

Eles ainda não são avançados o bastante para longas distâncias e precisam de um motorista no volante com segurança.

Por isso, tem sido muito usado o aplicativo Uber Freight que reserva um motorista de caminhão para dirigir.

No aplicativo, há uma base de motoristas cadastrados e verificados, assim como acontece no aplicativo do Uber de transporte de passageiros. 

Quando a pessoa precisa transportar alguma carga, ela faz o pedido do caminhão, o valor do frete aparece na tela e ela contrata o serviço. 

O caminhão estando em localidade próxima, recolhe o que será transportado e faz a entrega. 

Como funciona?

  1. A empresa ou pessoa solicita por meio do app o transporte de sua carga
  2. O motorista da Uber cadastrado dirigindo um caminhão convencional se dirige até o cliente e pega a carga
  3. Esse mesmo motorista teansporta a carga para um centro de distribuição onde estão os caminhões autonomos. A carga é posta no caminhão robo que segue o percurso mais longo da viagem, sempre em vias rodoviárias
  4. Quando o fim do eprcurso se aproxima, o motorista da Uber  dirige o caminhão autonomo e o conduz para outro centro de transferência.
  5. Lá a carga é redirecionada para um caminhão convencional, dirigido por um motorista que faz a entrega final. 

Parece trabalhoso, mas o argumento da Uber é que dessa maneira, os caminhoneiros não passam um tempo desgastante na estrada como é de costume para as pessoas que estão nessa profissão. 

Ainda não se sabe quantos caminhões operam por esse serviço de entregas e nem quantas entregas já foram feitas com o a ajuda dos caminhoes autonomos. 

O Grupo de Tecnologia Avançada da Uber, que supervisiona todos os esforços de auto-condução da empresa, segundo informações do The Verge disse que seus veículos têm movido coletivamente 2 milhões de milhas.

A esperança é, eventualmente, chegar a um ponto em que este processo – impulsos de curta distância conduzidos por humanos e longas rotas de autonomia – se torna “contínuo”, disse Alden Woodrow, líder do produto em caminhões auto-dirigentes em Uber.

A seguir, veja no vídeo como funciona

 

 

Fonte: Informações do The Verge

 

Imagens: Reprodução

1 comment

  • André, Não sei, acho que manipulação genética é muito mais perigoso que dispositivos autonomos, se tem algo que me dá medo é quando falamos em dispositivos ligados em rede. Não dá para saber aonde ou o que deve ser desligado em caso de problema. Por isto que comentei se vai ser bom ou ruim. Abraços

    Responder