Blog

Fique por dentro das notícias mais importantes

O Vale do Silício não só inova como surpreende e dessa vez não seria diferente.

Empresas da região tem comercializado nada mais, nada menos que água NÃO potável.

O que para eles é considerado água crua ou bruta, trata-se de água sem filtragem, sem tratamento e sem os aditivos costumeiramente incluídos como o flúor.

Você beberia essa água?

Vale do Silício

A argumentação dos fabricantes tendem a te convencer que sim.

Segundo informações divulgadas pelo jornal “The New York Times”, a água é consumida diretamente da fonte e isso a torna viva.

Diferente da água tratada que para eles acaba sendo consumida “morta”. 

Há empresas como a Zero Mass Water que tem trabalhado na instalação de sistemas de coleta da água que permite às pessoas captarem a água diretamente da fonte. 

Enquanto isso se torna um hábito, as empresas que comercializam a água crua aumentam seus faturamentos como é o caso da Liquid Eden em San Diego.

Trisha Kuhlmey, o proprietário, disse que a loja vende cerca de 900 litros de água por dia, e as vendas dobraram todos os anos à medida que o “movimento da consciência da água” cresce. (The New York Times, tradução livre)

Os adeptos da água crua argumentam que ao tratar a água, alguns probióticos benéficos à saúde são eliminados 

E o The New York times ainda divulgou que a busca por água natural ao máximo não é dos dias de hoje.

As pessoas coletam água da chuva desde tempos mais remotos.

Mas a partir de 1950 teve início uma cruzada contra a adição de flúor à água pública.

Além dos americanos notarem que as medidas de proteção adotadas ao longo de décadas para proteger a população das doenças e da contaminação poderiam ser questionadas. 

Etapas do tratamento da água

Hoje, no Brasil, de acordo com informações do site da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo, a Sabesp, a água é tratada nas seguintes etapas:

1. Pré-alcalinização – Depois do cloro, a água recebe cal ou soda, que servem para ajustar o pH aos valores exigidos nas fases seguintes do tratamento.

2. Coagulação – Nesta fase, é adicionado sulfato de alumínio, cloreto férrico ou outro coagulante, seguido de uma agitação violenta da água. Assim, as partículas de sujeira ficam eletricamente desestabilizadas e mais fáceis de agregar.

3. Floculação – Após a coagulação, há uma mistura lenta da água, que serve para provocar a formação de flocos com as partículas.

4. Decantação – Neste processo, a água passa por grandes tanques para separar os flocos de sujeira formados na etapa anterior.

5. Filtração – Logo depois, a água atravessa tanques  formados por  pedras, areia e carvão antracito. Eles são responsáveis por reter a sujeira que restou da fase de decantação.

6. Pós-alcalinização – Em seguida, é feita a correção final do pH da água, para evitar a corrosão ou incrustação das tubulações.

7. Desinfecção – É feita uma última adição de cloro no líquido antes de sua saída da Estação de Tratamento. Ela garante que a água fornecida chegue isenta de bactérias e vírus até a casa do consumidor.

8. Fluoretação – O flúor também é adicionado à agua. A substância ajuda a prevenir cáries.

Você abriria mão dessas etapas para beber a água crua?

Abraços

IIN

Imagens: Reprodução

No comments yet

Open chat