Blog

Fique por dentro das notícias mais importantes

O primeiro emprego para grandes idealizadores de empresas no Vale do Silício pode ter gerado retornos muito positivos a médio e longo prazo.

Foi assim com Bill Hewlett e David Packard que fundaram a HP em 1939 ou com Larry Page e Sergey Brin, que pararam os estudos de doutorado para inaugurar a Google, em 1998.

Mas nem todo começo por meio de um primeiro emprego é garantia de sucesso.

Para isso, é preciso aperfeiçoar os hábitos de vida e consumo logo na primeira oportunidade de ter uma renda bacana.

O primeiro emprego é sinônimo de liberdade financeira, mais é recomendado que este momento seja guiado por algumas dicas.

Separamos 5 DICAS para situações que com certeza você já vivenciou.

E para aqueles que já passaram do primeiro emprego, quem sabe não estão praticando isso até hoje.

Veja só:

1. Não queime seu dinheiro com comida

Resultado de imagem para comendo fora

Os gastos diários, especialmente nas grandes cidades, podem aumentar rapidamente.

Quando se trata de comer, encontre um equilíbrio entre jantar fora e cozinhar em casa.

Se você estiver em um estágio na empresa ou na faculdade aproveite o refeitório, já que você já está pagando pela comida.

Uma opção é jantar fora apenas nos fins de semana.

Você pode comer fora para almoçar. E cozinhar para o jantar, pois os jantares são geralmente mais caros em restaurantes.

2. Não gaste o valor que você ainda não recebeu

Resultado de imagem para passando cartão de credito

Não faça planos com dinheiro que não tem agora.

Nem faça planos com o que você espera ganhar de um futuro salário.

Porque você automaticamente já está pensando em gastar, apenas

E não em gerenciar para ver o quanto poderá gastar e o quanto poderá guardar.

Faça esse plano apenas com dinheiro em mãos.

3. Defina metas de curto e longo prazo

Imagem relacionada

O primeiro passo concreto em qualquer plano financeiro é criar metas de curto e longo prazo.

Anotá-las também é uma forma de não esquecer e de imaginar os possíveis caminhos para alcançar todas elas.

Essa é uma forma também de não deixar o planejado cair no esquecimento.

E você consegue inclusive criar o hábito de avaliar os erros e acertos dos planos.

Analisando e mudando o que precisa ser alterado rumo a melhor organização financeira.

4. Adote a regra 50-30-20 para gerenciar a renda

Imagem relacionada

Considere o cálculo:

  • 50% deve ser direcionado para necessidades como, por exemplo as contas fixas mensais.
  • 30% para poupança e dívida
  • 20% restantes por desejos e gastos livres

Considere ter a parte de poupança do seu salário automaticamente depositada em uma conta de poupança para estabelecer bons hábitos.

Seja realista com suas economias.

Não comprometa o pagamento de outras contas.

E  lembre-se de ajustar à medida que sua renda aumenta.

5. Acompanhe os seus gastos, use caneta e papel

Imagem relacionada

Um erro muito comum quando a pessoa passar a ter uma renda é não saber em que ela está gastando.

Sempre verifique suas contas e veja onde você pode fazer cortes financeiros.

Faça o download do aplicativo para dispositivos móveis do seu banco e verifique-o com frequência.

Assim, você consegue ver as movimentações da sua conta bem de perto.

O método da caneta e papel também funciona.

Escrever enquanto você gasta pode parecer complicado, mas não é tanto assim.

Nesse processo, você vai conhecer melhor quais são seus hábitos e como você se comporta diante do dinheiro.

Inclusive, poderá enxergar críticas a você mesmo e sempre melhorar.

 

 

Imagens: Reprodução

Fonte base: CNBC, clique aqui

No comments yet

Open chat
Powered by