Blog

Fique por dentro das notícias mais importantes

Muitas empresas do Vale do Silício são famosas por oferecer deliciosos almoço grátis para os funcionários.

No entanto, San Francisco pode proibir esse almoço grátis para proteger a indústria de alimentos local, informou a mídia.

Dois legisladores locais, Aaron Peskin e Ahsha Safai, tem uma proposta que proíbe novos refeitórios em novos prédios de escritórios e campus de tecnologia.

Isso, consequentemente, inviabiliza a alimentação dos funcionários em suas empresas.

A legislação será ouvida no Comitê do Conselho de Supervisores de San Francisco, em setembro.

Existem atualmente 51 empresas que oferecem almoços grátis para funcionários em São Francisco.

Mas novas empresas podem não oferecer o mesmo privilégio a seus funcionários.

“É ótimo termos tido um incrível boom econômico onde os empregos se localizaram em São Francisco nos últimos anos.

Mas muitos desses novos empregos vêm com operações de cozinha em larga escala que dificultam que os restaurantes tenham um bom negócio de almoço e encontrar trabalhadores “, disse , ao Guardian, Gwyneth Borden, diretor de uma associação local de restaurantes que apóia firmemente a proposta.

As informações foram extraídas do North America.

Outro depoimento veio de Safai à mídia local San Francisco Chronicle:

“Esta é também uma mudança cultural”, disse .

“Não queremos que os funcionários andem de bicicleta ou dirijam-se ao escritório, permaneçam lá o dia todo e voltem para casa. Trata-se de tirar as pessoas do escritório.”

Além de San Francisco

San Francisco não é a primeira cidade a limitar as refeições gratuitas oferecidas pelas empresas de tecnologia.

Mountain View, onde fica a sede do Google, proíbe as empresas de subsidiar totalmente as refeições dentro dos escritórios.

E incentivam os funcionários a se envolverem com a comunidade local e as empresas.

Funcionários do Facebook também sentirão a mudança.

Quando muitos deles  se mudarem para as novas escavações da Mountain View no outono, eles perceberão os resultados da preocupação oficial com a questão.

Não haverá uma lanchonete com comida grátis.

Isso porque a o conselho de Mountain View proibiu as empresas que ocupavam as dependências de subsidiarem totalmente as refeições dos empregados.

A proibição foi aprovada em 2014.

Mas o complexo Village, onde o Facebook é até agora o único inquilino, só está abrindo agora, em 2018, segundo informações do Fortune

Conforme relatado pelo San Francisco Chronicle, a proibição foi explicitamente projetada para apoiar os restaurantes locais ao redor do complexo.

“Realmente foi mais voltado para tentar garantir que não tivéssemos 400.000 pés quadrados de espaço de escritório com pessoas que nunca saíram do prédio”, disse o ex-prefeito de Mountain View, Michael Kasperzak.

Fonte: North America. e  Fortune

Imagens: Pixabay

No comments yet

Open chat
Powered by