Blog

Fique por dentro das notícias mais importantes

A promessa de um aumento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2020, indicando uma melhora na situação econômica nacional, pode desenhar novas aberturas de espaço para quem deseja investir em um novo negócio. No entanto, nem só de melhorias na economia vive o mercado.

As oportunidades para novos negócios vêm estimulando cada vez mais empreendedores a sonharem com a conquista do seu próprio empreendimento. E essa crescente motivação para a entrada no mercado faz com que os novos empreendedores comecem a idealizar o seu negócio.

Esse é um momento muito importante para todo aquele que quer se tornar um empreendedor ou para aqueles que buscam aventurar-se em novos negócios.  E porquê? A fase de ideação é essencial para que todo empreendedor consiga vislumbrar o seu negócio de forma ampla, trabalhando em seus objetivos de forma concisa, a fim de consolidar a sua ideia.

E para que você, empreendedor, desenvolva a sua ideia em seu potencial máximo, sugerimos algumas técnicas interessantes para lhe ajudar a desenvolver e estruturar a sua ideia de negócio.

Design Thinking

O Design Thinking é uma ótima ferramenta para empreendedores inquietos, que buscam adicionar às suas ideias inovação e dinamismo.

O grande foco dessa ferramenta é pensar livremente em possibilidades e sua maior vantagem é conseguir idealizar o seu negócio acontecendo em todas as pontas, desde o planejamento à chegada ao cliente. Isso tudo porque as etapas do Design Thinking permitem que você trabalhe em detalhes, pensando no seu público-alvo, na humanização dos negócios.

As etapas do DT compreendem as seguintes fases:

  • Empatia – essa é uma etapa de aproximação, onde você busca se colocar no lugar do cliente para entender melhor as suas necessidades e desejos;
  • Definição – esse é o momento em que você já escutou, estudou e compreendeu o seu público-alvo, está na hora de definir, com isso, quem é o seu cliente;
  • Idealização – aqui é onde a ideia acontece, toma forma e conquista. Nessa etapa você começa a trabalhar nas soluções propostas para o seu problema inicial;
  • Prototipagem – essa é a hora de colocar a mão na massa, é onde você começa a montar a sua base ou produto para teste com o seu público definido;
  • Testes – nesta etapa é onde você disponibiliza os seus protótipos para teste, esse momento é essencial para a consolidação de seu serviço ou produto, acolha sempre todos os feedbacks do seu público teste.

E para que você possa aproveitar ao máximo todas as etapas, aqui vão algumas dicas para amarrar todas as informações e lapidar a sua ideia inicial.

Brainstorming

Brainstorming ou “chuva de ideias” é uma das grandes jogadas do DT. É nesse momento em que você discute entre os seus pares a sua ideia e explora possibilidades.

O brainstorming é ideal para o início do processo, pois é nesse ponto onde você começa a se ambientar com o método de pensar fora da caixa, essencial para as próximas ferramentas.

Encontre onde você pode fazer a diferença

Toda ideia deve surgir de algum problema, ou seja, quando você faz perguntas e não encontra soluções viáveis, você passa a ter uma problematização. Isso quer dizer que em muitos casos os negócios nascem com base em ideias que respondem perguntas ou solucionam problemas.

Encontrar as melhores oportunidades para chegar inovando e conquistando o mercado não é uma tarefa fácil. Mas isso não quer dizer que você não estará preparado.

Na etapa de “descobrimento”, você pode utilizar ferramentas como matriz swot e sua análise ou benchmarking, para encontrar fragilidades na concorrência, ou seja, buscar por lugares onde você possa destacar o seu negócio de forma inovadora e acolhedora.

Análise de Big Data

Nesse passo é onde você poderá descobrir a oportunidade de inovação. Isso quer dizer que estudos qualitativos e trabalhos com soluções de Big Data podem indicar onde existe a melhor oportunidade para o seu novo negócio através de uma análise de mercado.

Prototipagem

Agora é o momento de você testar a sua ideia. É uma ótima oportunidade para empreendedores que estão apostando em novos negócios levarem à campo o que pensaram até aqui, receber feedbacks para lapidar e aprimorar sua ideia.

Ikigai

Outra ferramenta muito interessante é o Ikigai, nela você poderá elevar a sua ideia a perguntas ainda maiores, buscando respostas que tragam a você qual o potencial e impacto que você busca causar com o seu negócio. 

Business Plan

E por último, mas não menos importante, temos o Business Plan, que nada mais é do que o seu plano de negócios. Nele você pode construir estratégias, direcionar recursos, trabalhar com indicadores, métricas e monitoramento. Além disso, o Business Plan facilita a visualização clara de seus objetivos e princípios norteadores.

No comments yet

Open chat
Powered by